Lacrosse 101: O que é lacrosse?

Tendo sua popularidade na América do Norte só crescido nos últimos anos, o lacrosse é um esporte que, à primeira vista, pode não parecer tão empolgante, mas este panorama muda a partir do momento em que o espectador é exposto ao esporte e/ou conhece mais a respeito do mesmo. Neste primeiro texto do SportBucks a respeito do que talvez seja o mais antigo esporte de toda a América, trazemos uma breve introdução ao lacrosse, abordando um pouco da história e as particularidades (semelhanças e diferenças) do jogo em campos e arenas, bem como das modalidades masculina e feminina.

lax

Um pouco de história

Os primeiros a jogar o lacrosse foram os americanos nativos, e a prática geralmente tinha como objetivo a resolução de disputas entre tribos ou celebrações de rituais religiosos. Os índios cheroquis usavam o termo “tewaaraton” para se referir ao esporte, termo este cuja tradução é “irmão mais novo da guerra” – e, de fato, tratava-se disso mesmo, visto que a prática era usada como treinar para batalhas.

Nestes embates rudimentares (que datam, possivelmente, do século XII), o campo tinha até centenas de metros sem limites específicos, os times tinham números irregulares de participantes, podendo chegar a centenas e o jogo em si estendia-se por até vários dias, sendo que os jogadores mais baixos, rápidos e saudáveis tornaram-se os primeiros destaques do jogo.

Nas Seis Nações dos Iroqueses (área atualmente entre o oeste do estado americano de Nova Iorque e o sul da província canadense de Ontário), o esporte era conhecido como “baggataway“, cujo significado é “bater com algo”. Os Iroqueses é que foram responsáveis pela transformação do esporte em algo mais próximo ao que temos hoje em dia, reduzindo os times para cerca de 15 jogadores, inserindo os gols e estabelecendo os limites.

O nome lacrosse surgiu quando os exploradores franceses entraram em contato com o esporte. Para eles, o stick utilizado era parecido com o cajado de um bispo, que em francês é crosse. Sendo assim, o que eles viram foi chamado de “le jeu de la crosse“.

bagg

Os fundamentos do jogo

O fato de, mesmo que implicitamente, ter vários elementos que se assemelham a esportes mais populares (principalmente o basquete e o hóquei), faz com que o lacrosse seja de fácil assimilação para alguém que comece a assistir o esporte pela primeira vez.

Mas sem saber sobre o funcionamento do jogo em si, algumas pessoas podem ficar confusas ao assistir uma partida, visto que os jogadores correm de um lado para o outro e de dentro pra fora do campo, a posse de bola geralmente está em aberto e vários hits ocorrem (exceto no jogo feminino, em que não é permitido contato físico).

Outro atrativo do lacrosse está no fato do mesmo ser um jogo com alta pontuação e, geralmente, decidido por poucos gols de diferença – a coisa mais difícil de ocorrer num jogo de lacrosse é um shutout.

A essência do jogo é se esquivar, girar, fazer cortes e fintas, além, é claro, de lançar a bola de maneira precisa. O que diferencia o lacrosse de outros esportes é que a bola não é lançada utilizando suas mãos, mas sim um bastão (stick) que tem uma rede na extremidade (stick head), cuja função é acomodar a bola utilizada no jogo, que tem circunferência de aproximadamente 20 cm e diâmetro de aproximadamente 6,3 cm e pesa cerca de 225 g.

Como o objetivo deste primeiro texto é fazer apenas uma introdução ao esporte, não vamos nos prolongar em termos de estratégia ou dinâmica de jogo, ficando estes tópicos para os textos futuros. Para finalizar, no entanto, apresentaremos a principais diferenças entre as diferentes modalidades de lacrosse.

Field lacrosse vs Box lacrosse

Assim como o futebol americano, o lacrosse também tem a sua versão de arena (box lacrosse), na qual as regras variam um pouco em relação à versão clássica (field lacrosse). Veja abaixo as semelhanças e diferenças.

Field lacrosse

Descendente direto do baggataway, esta modalidade é a mais popular nos Estados Unidos. Há 10 ou 12 jogadores em campo (dependendo se é o jogo masculino ou feminino, ver o próximo tópico). O campo mede 110×60 jardas (100×55 m) para os homens (um pouco maior para as mulheres) e os gols têm dimensões de 6×6 ft (1,8×1,8 m).

fieldlax

Box lacrosse

Forma mais popular no Canadá, esta variante é jogada no equivalente a um rinque hóquei no gelo, com o gelo sendo substituído por grama sintética (turf). A superfície de jogo é menor, variando entre os extremos de 180×80 ft e 200×90 ft (55×24 m a 61×27 m), o que faz com que o número de jogadores também seja, automaticamente, menor: são apenas seis no box. Os gols também são menores, 4×4 ft (1,2×1,2 m) e os goleiros usam mais proteção. O principal diferencial, em termos de dinâmica de jogo, é que n uma partida de box lacrosse geralmente a velocidade é maior e, consequentemente, esta tem mais pontos que uma de field lacrosse. Esta modalidade foi, nas últimas décadas, praticamente exclusiva para homens, embora nos últimos anos volta e meia surge uma ou outra “minor league” feminina.

boxlax

Lacrosse masculino vs Lacrosse feminino

O lacrosse masculino é um dos esportes mais antigos da América do Norte, tendo sua origem aproximadamente no século XII. No entanto, a primeira partida feminina de lacrosse foi realizada apenas em 1890 na Escócia – nos Estados Unidos, isso só viria a acontecer em 1926, na cidade de Baltimore, Maryland. A modalidade estreou sua competição universitária apenas em 1982.

Apesar disso, o field lacrosse feminino tem crescido e evoluído nos últimos anos, e uma forte evidência disso é o fato de, atualmente, haver no nível universitário o triplo de programas de lacrosse feminino do que havia nos anos 90. As principais diferenças entre o jogo masculino e o feminino são as seguintes:

  • Contato físico: neste tópico reside a maior diferença. Enquanto no lacrosse masculino o contato é permitido (e até encorajado, especialmente pelos técnicos), no lacrosse não o é. Isso faz com que as mulheres precisem de bem menos equipamentos de proteção: os homens usam capacetes, protetores bucais, ombreiras (como as do futebol americano), cotoveleiras e protetores para as costelas; as mulheres usam apenas protetores bucais e máscaras protetoras (exceto a goleira, que usa a proteção completa tal qual a da modalidade masculina).
  • Número de jogadores: No lacrosse masculino, são 10 jogadores em campo (três no ataque, três no meio de campo, três na defesa e um goleiro), enquanto no feminino são 12 jogadoras por time, cinco no ataque e sete na defesa (incluindo a goleira).
  • Tamanho do campo: enquanto o campo masculino tem dimensões de 110×60 jardas (100×55 m), o feminino é um pouco maior: 120×70 jardas (110×64 m).
  • Sticks: ao contrário dos sticks utilizados no lacrosse masculino, os do feminino não podem ter malhas, devendo os pockets (espaço no qual a bola se aloca durante as jogadas) ser encordoados da maneira tradicional, o que os torna menos “profundos” (a parte superior da bola deve ficar acima da lateral da stick head).

wlax

As competições

Assim como ocorria com o futebol americano até o boom da NFL em meados do século passado, o lacrosse como um todo é mais disputado e tradicional no nível universitário, cuja competição (apenas de field lacrosse) é chancelada pela NCAA (National Collegiate Athletic Association). Os programas mais tradicionais são Johns Hopkins Blue Jays, Syracuse Orange, Princeton Tigers, Virginia Cavaliers e Cornell Big Red. Na modalidade feminina, o maior destaque é Northwestern Wildcats. A temporada do college lacrosse tem início em março.

collegelax

Cabe abrir um parêntesis aqui para explicar algo: muitas universidades pertencentes à Divisão I da NCAA não têm programas de lacrosse, especialmente as da costa oeste dos Estados Unidos. Isso se deve pelo fato do esporte ter se desenvolvido e, até hoje, ser mais tradicional na costa leste (não coincidentemente, na região mais próxima às Seis Nações Iroqueses). Nos últimos anos, no entanto, o lacrosse tem avançado em direção ao oeste e hoje dois estados em especial são destaque, Colorado e Washington – o primeiro tem dois times profissionais de lacrosse, enquanto, no segundo, tudo começou pela base: o high school lacrosse tem se desenvolvido muito especialmente na região metropolitana de Seattle.

No entanto, não é apenas de college lacrosse que vive a América do Norte: atualmente, há duas ligas profissionais em plena atividade nos Estados Unidos e Canadá, uma de field lacrosse (Major League Lacrosse, MLL) e outra de box lacrosse (National Lacrosse Legaue, NLL).

A MLL conta com nove times: Boston Cannons, Charlotte Hounds, Chesapeake Bayhawks, Denver Outlaws, Hamilton Nationals, New York Lizards, Ohio Machines, Rochester Rattlers e Florida Launch, expansão que entrou em atividade para a temporada de 2014, que se iniciará em abril.

bayhawks

A NLL também conta com nove times, distribuídos em duas divisões: East – Buffalo Bandits, Philadelphia Wings, Rochester Knighthawks e Toronto Rock; West – Minnesota Swarm, Colorado Mammoth, Vancouver Stealth, Calgary Roughnecks e Edmonton Rush.

nll

Anúncios

2 comentários sobre “Lacrosse 101: O que é lacrosse?

  1. Pingback: Major League Lacrosse: Preview da temporada | SportBucks

  2. Pingback: Field Lacrosse: muito mais que uma caça a borboletas | SportBucks

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s